Ruta Ribeira Sacra Lucense

Antes de começar a tagarelar, queria dizer que o post de hoje é sobre o sábado, 16/02.

Quando avisei a minha irmã que estava comprando a passagem para visitar ela uma das primeiras coisas que ela me perguntou é se eu gostaria de ir a uma ruta (trilha em espanhol). Claro que minha resposta não seria diferente de sim, então ela me colocou no meio.

A ruta era de 20km com dificuldade média a alta e custou €15. O horário marcado para a saída do ônibus seria às 9h, mas infelizmente por conta de alguns atrasados só saímos por volta de 9:50h. Dois ônibus levaram o grupo e o trajeto até o início da trilha durou 40 minutos.

O itinerário era o seguinte: O arroxó, Muíños, Xabrega, Miradoiro de Sta. Cristina, Barrantes de Abaixo, Miradoiro de Satiorxo, Pinol de Abaixo.

Chegando lá estava com muita neblina e um frio enorme, basta olhar as fotos para ver como o povo estava vestido.

    

A bronca dessa ruta é que andamos os primeiros 10km por um terreno com muitas subidas, muitas delas com pedras, outras íngremes demais e isso para quem não tem costume é bastante complicado.

Chegou num ponto que eu estava achando que chegaria ao céu de tanto que estamos subindo, o ar queimava quando respirava e a cabeça e ouvido doíam, teve um momento que parei por falta de ar foi terrível. O pior é que eles andam rápido demais e como eles tem costume com aquela temperatura e altitude e eu não, tive que tentar me recuperar o mais breve possível para poder acompanhar o grupo e não acabar perdida.

    

    

    

    

    

    

    

Paramos finalmente em um miradoiro, uma área bem agradável com mesas de pedra e uma vista maravilhosa para o Rio Miño. E a essa altura eu já tinha tirado o máximo de roupa que pude, pois estava derretendo, apesar do vento frio que fazia a ponta dos dedos congelar.

Ficamos lá por volta de uns 30 minutos. Comemos uns lanches que levamos e seguimos para os 10km seguintes.

    

    

    

Graças a Deus paramos de subir e descemos bastante o que fez eu controlar um pouco mais minhas pernas que já quase não sentia de tanta dor por conta das subidas.

    

    

    

    

    

    

    

Chegamos em casa pouco antes das 17h. Depois de comer e ficar algum tempo com as pernas pra cima tentando me recuperar um pouco, fomos de ônibus para a Estação de Ourense, comprar nossas passagens de trem para Madrid.

Depois disso só queria saber de dormir pra descansar do dia hiper cansativo.

Todas as 414 fotos que tirei nesta trilha estão em um álbum no Flickr.



0 comments Comentario

Adicionar um comentario.

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *